segunda-feira, 10 de agosto de 2009




ESTAMOS NUM PONTO ALTO DAS ECINE´S! DEIXA AQUI O TEU COMENTARIO, IDEIAS OU DESABAFO SOBRE AS ECINE´S! OBRG

7 comentários:

  1. ecine´s, passatempo para uns e profissionalismo para outros, vamos lutar para subir o "ordenado" de €1.70, nós merecemos!

    ResponderEliminar
  2. bom dia..

    hoje mais uma vez tivemos a presença do 2º codis no nosso quartel..

    veio ca para passar a revista as ecins..

    foi praticamente os mesmos membro que se encontravam da outra vez...

    passouxe tudo dentro das normalidades...

    fica registado mais uma revista do 2º codis as ecins do nosso quartel..

    MJ - 97

    ResponderEliminar
  3. mano MJ-97 como foi provado mais uma vez na presença dos MJ até o 2º CODIS confirma a operacionalidade deste grupo.

    MJ-113

    ResponderEliminar
  4. aki vai algumas das designaçoes em k alguns nao kunhexem mas é importante saber..

    DECIF
    – Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais

    ECIN
    - Equipas de combate a Incêndios Florestais
    (são equipas sazonais criadas nas fases bravo, charlie e delta destinadas ao combate a incêndios florestais em primeira intervenção, não podem ter na sua constituição elementos de comando)

    ELAC
    – Equipa Logística de Apoio ao Combate

    MJ - 97

    ResponderEliminar
  5. ESFORÇO DE EMPENHAMENTO DO DECIF

    a) Fase ALFA (01 de Janeiro a 14 de Maio)
    Integrando as forças de empenhamento permanente e 2 Helicópteros permanentes. Os
    meios aéreos podem ser reforçados até um máximo de 7 meios aéreos e as forças terrestres
    até ao máximo indicado para a Fase Bravo.

    b) Fase BRAVO (15 de Maio a 30 de Junho)
    Integrando até 6.200 elementos, até 1.465 veículos dos vários Agentes presentes no terreno e até 24 meios aéreos.

    c) Fase CHARLIE (1 de Julho a 30 de Setembro)
    Integrando até 9.829 elementos, até 2.196 veículos dos vários Agentes presentes no terreno e 56 meios aéreos.

    d) Fase DELTA (1 de Outubro a 15 de Outubro)
    Integrando até 5.441 elementos, até 1.247 veículos dos vários Agentes presentes no terreno e até 19 meios aéreos.

    e) Fase ECHO (16 de Outubro a 31 de Dezembro)
    Integrando as forças de empenhamento permanente e 2 Helicópteros permanentes. Os
    meios aéreos podem ser reforçados até um máximo de 7 meios aéreos e as forças terrestres
    até ao máximo indicado para a Fase Delta.

    MJ - 97

    ResponderEliminar
  6. AGENTES DE PROTECÇÃO CIVIL (APC)

    (1) Corpos de Bombeiros (CB)

    (2) Guarda Nacional Republicana (GNR)

    (3) Polícia de Segurança Pública (PSP)

    (4) Forças Armadas (FA)

    (5) Direcção-Geral de Autoridade Marítima (DGAM)

    (6) Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)

    (7) Cruz Vermelha Portuguesa (CVP)

    (8) Dispositivo Integrado de Prevenção Estrutural (DIPE)

    MJ - 97

    ResponderEliminar
  7. Pontos de Situação

    A alteração das fases de um incêndio florestal tem como base o comportamento do incêndio
    e não a decisão aleatória de cada Comandante das Operações de Socorro (COS), perante a
    situação.
    Assim consideram-se as seguintes definições de fases de um incêndio florestal:

    (1) Incêndio não circunscrito (Em Curso)
    Incêndio em evolução, sem controlo e sem qualquer limitação de área.
    (2) Incêndio circunscrito (Em Resolução)
    Incêndio impedido de avançar e propagar-se para fora dos limites já atingidos.

    (3) Incêndio dominado (Em Resolução)
    Incêndio que atingiu uma fase em que as chamas já não afectam os combustíveis
    vizinhos através de mecanismos de transmissão de calor (a altura das chamas é
    reduzida não existindo perigo de propagação)

    (4) Incêndio extinto (Em Conclusão)
    Situação onde os principais focos de incêndio estão apagados, mantendo-se somente,
    dentro do perímetro, pequenos focos de combustão

    (5) Incêndio em rescaldo (Em Conclusão)
    Operação onde se elimina ou se isola pequenos focos de combustão, garantindo-se que
    o mesmo não reacende.

    (6) Consolidação da extinção e vigilância activa pós-incêndio (Vigilância)
    Depois de dados por concluídos os trabalhos de rescaldo, ficam no local, o pessoal e
    material indispensável para actuar em caso de necessidade.

    (7) Reactivação
    Aumento de intensidade de uma linha no perímetro de um incêndio, durante as
    operações e antes de este ser considerado extinto, pelo Comandante das Operações de
    Socorro.

    (8) Reacendimento
    Reactivação de um incêndio após este ter sido considerado extinto pelo COS.

    MJ - 97

    ResponderEliminar